Regulamento Técnico

"Gibraltar Race"E"Alps Tourist Trophy" estamos Adventure Challenge

ao qual se aplica o seguinte Regulamento Técnico

Todas as motocicletas adequadas para uso dentro e fora de estrada, de qualquer cilindrada e ano de registro, são elegíveis.

Só podem participar motocicletas com autorização para circulação no País onde estão inscritas.

Todos os papéis, placas, revisões periódicas e seguros devem ser válidos nos países atravessados ​​no mínimo 7 dias após o final da corrida. Caso contrário, o piloto não poderá participar do desafio e será desclassificado.

Além disso, ele não poderá seguir o percurso da corrida. Nenhum reembolso será feito.

 

As verificações a seguir serão feitas no primeiro acampamento em todas as motos participantes.

A superação positiva dessas verificações é condição essencial para participar da corrida e disputar o ranking. Mesmo durante o desafio tais verificações puderam ser repetidas nas motos dos participantes, até a chegada ao finlinha ish.

 

Verificações antes (durante e depois) da corrida:

  • número de cilindros e tamanho da roda dianteira;
  • Correspondência entre os números de chassis e a matrícula indicada no certificado de matrícula e os do motociclo;
  • correspondência entre os tamanhos de pneus indicados no certificado de matrícula e os instalados na motocicleta (não há limite de número e tipo de pneus usados);
  • aprovação e revisão periódica válidas no mínimo 7 dias após a data final da corrida;
  • seguro e / ou cartão verde válido para todos os países atravessados ​​e com validade mínima de 7 dias após a data final da corrida;
  • no caso de motocicleta não possuída, original da autorização do proprietário para dirigir a motocicleta no exterior escrita pelo menos em inglês;
  • as 3 etiquetas com o número da corrida devem estar instaladas e visíveis. Um deve ser colocado na frente e deve ser o primeiro visível de cima e os outros dois devem ser colocados um de cada lado na moto;
  • as luzes dianteiras e traseiras devem funcionar. O semáforo deve funcionar e deve ser ativado por pelo menos um entre a alavanca do guidão e do pedal;
  • a buzina deve funcionar corretamente e deve ser ativada pelo botão no guidão;
  • o espelho retrovisor, no mínimo, deve ser montado na moto;
  • o silenciador de escape está livre, mas será submetido a um teste de nível sonoro para verificar a conformidade com os limites estabelecidos de acordo com os procedimentos indicados abaixo.

Procedimento de teste de nível de som:

  • as medições devem ser realizadas em ambiente adequado, longe de obstáculos como paredes, coberturas e artefatos capazes de refletir o som, evitando-se, eventualmente, direcionar o escapamento das motocicletas para as residências vizinhas ou áreas com presença de público;
  • para uniformidade, todas as medições devem ser realizadas na mesma posição e, na presença de vento, a exaustão deve ser orientada na direção do vento (vento a favor da motocicleta);
  • os valores das medições devem ser expressed em dB (A) com valor inteiro;
  • em caso de chuva as medidas fonométricas não podem ser feitas;
  • o piloto, para o qual a Direção de Corrida exige que seja submetida sua motocicleta a teste de nível de ruído no final ou durante a prova, deverá fazê-lo sem demora e sem sair da motocicleta do local indicado para a realização da prova; a falta ou apresentação tardia da motocicleta na prova de ruído será sancionada com exclusão do ranking;
  • posicionar o sonômetro em um suporte em posição horizontal a uma distância de 2 m do ponto de contato central do pneu traseiro em um ângulo de 45 ° do eixo longitudinal da motocicleta, na lateral do escapamento, em uma altura de 1.35 metros do solo; para motocicletas com apenas um escapamento a medição será feita na lateral da exaustão; para motocicletas com 2 escapamento, a medição será realizada na lateral da tomada de ar; se a entrada de ar estiver na posição central, as medições serão feitas de ambos os lados;
  • o nível de som ambiente deve permanecer pelo menos 10 dB (A) abaixo do ruído geral na área de nível de som, estimado em 80 dB (A). O medidor de nível de som não deve ter obstáculos sólidos a menos de 10 metros do microfone;
  • a medição é feita com a motocicleta sobre rodas e com motor aquecido;
  • durante a prova, o piloto ou mecânico deve apoiar a motocicleta posicionando-a para a esquerda (guidão) mantendo a embreagem desengatada; o operador do nível de ruído é posicionado na altura do guiador do lado direito .; nenhuma pessoa deve ficar entre o exaustor e o microfone do medidor de nível de som;
  • o operador do nível de som abrirá o controle do acelerador rapidamente até o final da corrida (dentro de 0.3 segundos). Ele manterá o motor em rotações máximas por pelo menos 1 segundo, certificando-se de que o motor realmente gira no máximo e / ou ocorre uma condição audível de sobrevelocidade; finaliado, o operador irá rapidamente liberar o comando;
  • se o resultado ultrapassar o limite na presença de uma detonação pós-combustão, o operador repetirá a medição até no máximo três vezes; na presença de detonações, a medição deve ser repetida;
  • para motociclos sem limitador de rotações, o acelerador deve ser aberto no máximo menos de 2 segundos e / ou quando ocorrer uma condição audível de sobrevelocidade;
  • se a velocidade de rotação do motor for audivelmente inferior a uma rotação máxima possível, é necessário verificar o valor do limitador de RPM com um conta-rotações; a tentativa de um competidor de impedir que seu motor atinja sua velocidade máxima (RPM) será considerada contrária ao regulamento e sancionada com a exclusão da prova;
  • se o motor puder ser operado com mais “mapeamentos” da unidade de controle, o limite de ruído esperado deve ser respeitado com todos os “mapeamentos”;
  • durante as medições o controle do acelerador fica limitado apenas ao operador do sonômetro, que abrirá o comando pessoalmente para minimizar a influência de qualquer outro operador;
  • tolerâncias:
    a) A tolerância de + 1dB (A) no valor limite deve ser aplicada às medições pré-corrida.
    b) Nenhuma tolerância é fornecida com base na temperatura ambiente.
    c) Nas medições feitas no final ou durante um evento, deve ser aplicada a tolerância adicional relativa à “degradação do silenciador”, igual a + 1dB (A);
  • o limite de emissão de som para o Gibraltar Race e Raid, líquido de tolerâncias, é de 104 dB.

 

Controle administrativo antes da corrida

O piloto deve enviar durante a inspeção administrativa:

  • carta de condução válida;
  • passaporte válido ou documento de identificação;
  • formulário de informações sobre o estado de saúde preenchido e assinado (entregue no ponto de partida);
  • atestado médico recente que comprove boa saúde;
  • formulário de aviso preenchido e assinado (entregue no local de partida);
  • uma foto será tirada no momento da entrega do número da corrida para identificar o piloto;
  • nome completo e uma fotocópia do documento de identidade de cada componente de qualquer assistência privada registrada (na falta deste, a pulseira de acesso ao acampamento não pode ser emitida);
  • marca, modelo, tipo e placa de qualquer veículo registado de assistência privada (na falta destas não podem ser emitidas as etiquetas de identificação com números sobre fundo verde);
  • para os pilotos é obrigatório o uso, sob pena de desclassificação, da pulseira de identificação (fornecida pela organização).

Todos os dias no início do stage

O piloto deve verificar para ter com ele: 

  • documentos pessoais;
  • documentos da moto;
  • a pulseira para acessar o acampamento do Gibraltar Race;
  • Rastreador GPS (balise) ligado e funcionando;
  • Logger GPS ligado e funcionando;
  • Dispositivo GPS ligado, funcionando e com o arquivo GPX carregado;
  • telefone celular totalmente carregado, capaz de fazer e receber chamadas em áreas cruzadas e com o número “SOS GIB RACE” armazenado;
  • um cronômetro;
  • 1 litro de água no mínimo;
  • barras energéticas, chocolate ou outros semelhantes;
  • desinfetante, emplastros, ataduras e o necessário para interromper sangramentos menores ou proteger pequenas feridas e pequenos arranhões;
  • faca multiuso;
  • máscara cirúrgica ou outro adequado para proteção contra Covid-19.

Em caso de falta de um ou mais dos elementos acima mencionados, o piloto não poderá iniciar o stage, sua partida será adiada após o último competidor e as penalidades correspondentes serão aplicadas. Desde que, enquanto isso, ele esteja equipado com os itens que faltam.

 

A organização reserva-se o direito de fazer alterações e complementos ao presente Regulamento e comunicá-los através do site oficial do evento www.gibraltarrace.com ou por email enviado aos corredores inscritos.

Estes emails deverão ser considerados parte integrante deste Regulamento.
Para qualquer esclarecimento ou informação adicional pode escrever para info@gibraltarrace.com

Você precisa de conselhos?

Se precisar de mais informações, entre em contato conosco diretamente pelo telefone +39 324 5445344